FIQUE DE OLHO - NÃO SE DEIXE ENGANAR

BOMBAS DE COMBUSTÍVEL

Ao abastecer o veículo, o consumidor deve atentar para o painel da bomba medidora, observando:
As indicações de Volume e de Preço a Pagar devem estar zeradas antes do abastecimento. Após a operação, constatar se o preço a ser pago corresponde ao produto do total de litros consumidos, pelo valor unitário do litro (preço a pagar = total de litros x valor do litro).

Em caso de dúvida quanto ao volume abastecido, o estabelecimento deverá, através de uma medida padrão de 20 litros presente em todos os postos, verificar a suspeita do consumidor. O ideal é que o órgão responsável pela fiscalização em seu Estado, realize a verificação periódica das bombas medidoras de combustível.

TAXÍMETRO

Ao utilizar-se do táxi o consumidor deve alertar para as condições do taxímetro, observando:
Se o aparelho está posicionado em local de fácil visibilidade. Se apresenta o selo do INMETRO e lacre de segurança. Se mostra, de forma clara e legível, o valor da tarifa inicial vigente (bandeirada), assim como a indicação de "Livre" ou "L". Após o término do percurso, o aparelho deve indicar, em reais, a importância a ser paga em razão da distância percorrida ou do tempo gasto para percorrê-la.

O órgão responsável pela fiscalização em seu Estado/cidade deve fazer uma inspeção periodicamente. O ideal é que fosse diariamente por amostragem.

BALANÇA

Ao adquirir produtos que necessitem da utilização da balança, o consumidor deve tomar certos cuidados, tais como:
A balança deve estar instalada em local plano e bem nivelado, proporcionando fácil visão para o consumidor acompanhar a pesagem. O ponteiro indicador ou visor digital deve partir sempre do zero. A mercadoria deve permanecer no prato de pesagem até o final da operação. Observar se a balança possui o Lacre do INMETRO ou de órgão competente

METRO

Ao adquirir produtos que necessitem do uso do metro, o consumidor deve estar atento a alguns detalhes:
As medidas não podem ser tomadas em marcas feitas no balcão. Exija o uso do metro. O metro deve apresentar numeração legível, com placas metálicas em suas extremidades. Verificar se o Metro possui o sinal de verificação.

PRODUTOS TÊXTEIS

Ao adquirir produtos têxteis, o consumidor deve ficar atento aos seguintes itens:
Todo produto têxtil, seja ele fio, tecido, carpete e/ou confecção, deve apresentar a indicação das matérias-primas que o compõem. A indicação da composição têxtil da mercadoria não deve ser feita através de adesivos, prospectos soltos, cartolinas, etc. O produto confeccionado deve apresentar uma etiqueta, afixada por costura, em local de fácil visualização. A etiqueta deve apresentar a composição têxtil do produto em idioma português, com sua massa expressa em percentagem e sem abreviaturas. Ex: Correto: Algodão 100% ; Errado: Alg. 100%. Não há restrições para o uso de idiomas estrangeiros para especificar a composição têxtil, desde que seja observada a sua respectiva denominação em português. Nos tecidos vendidos a metro, a composição têxtil deverá estar gravada ou bordada ao longo de suas ourelas. Por questões técnicas, alguns tecidos não permitem esse processo. Neste caso a indicação deverá vir obrigatoriamente no início e no final da peça, sendo repetida na etiqueta pendente na tala ou tabuleiro. A indicação da composição na embalagem não exime a sua afixação na etiqueta, exceto em lenços, fraldas, cueiros, guardanapos, meias, colchas (tipo crochê), mosquiteiros e produtos tipo perfex, que podem apresentá-la apenas na embalagem.


PRODUTOS DE CERTIFICAÇÃO COMPULSÓRIA

Produtos que impactam a saúde, a segurança ou afetam o meio ambiente devem ser produzidos em conformidade com normas técnicas de qualidade de segurança. Para ser comercializados, tais produtos devem trazer uma Marca ou Selo do INMETRO estampada na embalagem.

Portanto, o consumidor deve ficar atento quando da aquisição de produtos como: brinquedos em geral, preservativos masculinos, mangueiras e reguladores de pressão de gás de cozinha, botijões de gás de cozinha, capacetes, fios e cabos elétricos até 750V, termômetros clínicos, pneus (carro, ônibus e caminhão), etc. Todos eles devem conter a marca do INMETRO, com sua embalagem inviolada e dentro do prazo de validade.

Em se tratando de extintores de incêndio, estes devem trazer no seu corpo a marca do INMETRO, obedecendo ao seguinte critério: quando novos, o Selo deve ser na cor amarela e, quando recarregados, nas cores verde e amarela na forma de lacre.

As empresas que recarregam ou vistoriam extintores têm, obrigatoriamente, que ser certificadas pelo INMETRO, com o consumidor devendo sempre exigir o certificado emitido por um organismo credenciado pelo INMETRO para sua maior segurança.

MERCADORIAS PRÉ - MEDIDAS

A maioria das mercadorias consumidas regularmente já vem pré-medida, acondicionada em embalagens ou envasada (caixas, latas, recipientes plásticos ou de vidro, etc.). Pela lei é obrigatória a indicação do conteúdo ou peso líquido, bem visível no rótulo ou no próprio invólucro do produto.

O consumidor deve ficar atento a essa exigência, observando, no ato da compra, se consta no produto a sua quantidade líquida. Em caso de dúvida, utilize qualquer balança presente no local para constatar se o peso indicado corresponde ao real.





CONTATOS












Notícias de Trânsito

desde 1998 o portal
do trânsito brasileiro